segunda-feira, 29 de junho de 2009

"EU AVISEI !!!"

SARAU POESIA NA BRASA, UM ANO DE EXISTÊNCIA E RESISTÊNCIA!

Muitos disseram que um sarau dentro de um bar na vila Brasilândia definitivamente não daria certo e os motivos eram os mais variados, um deles é fato do nosso bairro, assim como vários bairros da periferia ser economicamente pobre e essa pobreza estar ligada na opinião de algumas pessoas, a violência, o que impossibilitaria a realização de um encontro literário dentro de um bar, local esse que é e já foi palco tantas vezes de situações com desfechos dolorosos para a nossa gente. Outro motivo apresentado pelos que moram do lado de lá da ponte, é que nós da periferia não gostamos de ler, muito menos de escrever, e que talvez por esse motivo nossas bibliotecas estejam abandonadas, a maioria das bibliotecas de nossas escolas estejam fechadas e as bibliotecas dos poucos centros culturais da periferia não nos emprestem livros (CCJ). Mas será que o nosso “desinteresse” pela literatura não seja exatamente pelo fato que os nossos meios de acesso ao universo da literatura estejam nessa situação? Apostando no improvável e pondo a prova os argumentos daqueles que não acreditavam no nosso sonho, no dia 05 de julho de 2008 o Coletivo Cultural Poesia na Brasa deu início aos trabalhos do Sarau Poesia na Brasa, ali mesmo, dentro de um bar com nossa gente, aquela mesma que “não gosta de ler”, lembra?
No início eram sete sonhadores acompanhados de alguns poucos amigos e familiares, um pequeno amplificador, um microfone, porém dotados de muita disposição. No nosso terceiro encontro já estávamos acompanhados dos nossos tambores, chamando mais amigos, poetas e anunciando cada vez mais longe a permanência dos nossos trabalhos. O grupo foi aumentando, os poetas foram chegando, alguns livros foram lançados, exposições foram feitas (Carolzinha, Sonia), a biblioteca comunitária “Carlos de Assumpção” foi montada ali mesmo dentro do bar, o sonho foi se concretizando e em 17 de dezembro de 2008 fomos premiados pelos irmãos da Cooperifa. Talvez para alguns aquele fosse mais um prêmio simbólico para ser colocado na prateleira junto aos livros, mas para nós, além de um incentivo de um grupo que já esta a mais tempo que nós nessa caminhada, foi também a confirmação que não sonhávamos sozinhos. Desde o início acompanhamos e fomos acompanhados em nossa caminhada pelos irmãos e irmãs do Elo da Corrente e nessas andanças fomos tomando conhecimento e conhecendo outros grupos e saraus, como por exemplo, Sarau do Ademar, Sarau do Binho, Sarau da Cooperifa, Sarau Elo da Corrente, Sarau do Coletivo Griots, Sarau Rap, Coletivo Literatura Suburbana, Projeto Espremedor, CICAS entre outros... assim fomos nos percebendo como parte de um movimento literário da periferia para as periferias, e com a força desse movimento fomos ganhando espaço em escolas públicas, centros culturais e universidades, fomos dando nova cara à praças, esquinas e bares.
Com os pés firmados em terrenos férteis, o Coletivo Cultural Poesia na Brasa vislumbrou a possibilidade de darmos novos passos, nos (re) apropriando de uma verba pública por meio do Programa VAI (Valorização de Iniciativas Culturais), e assim foi feito. No ano de 2008 participamos da seleção do VAI e em 2009 fomos contemplados pelo programa, dando início a uma nova fase do projeto, com oficinas de literatura dentro das escolas da Brasilândia e região e concretizando um sonho antigo de muitos de nós, que era a publicação de livros dos autores da Brasilândia, e agora o sonho esta se tornando realidade, pois já lançamos um livro no dia 20 de junho, “Poemas e Prosa de um eu” e “Rua da Trás” de Bárbara Lopes e Sonia Regina Bischaim e no dia 04 de julho lançaremos nossa antologia com 47 autores no mesmo dia em que comemoraremos um ano de existência e resistência com raça, raiva e muito amor. Dia de reflexão, poesia, lágrimas e muita festa!
Pedimos desculpas se algumas situações ou grupos foram esquecidos nesse breve texto, mas podemos garantir com toda certeza, que ninguém que contribuiu para a permanência dos nossos trabalhos será esquecido em nossas mentes.

Axé!!!

Coletivo Cultural Poesia na Brasa


TRAJETÓRIA DE 1 ANO


NO COMEÇO ÉRAMOS SETE


SÓ FAMÍLIA E VELHOS AMIGOS

UM MICROFONE, UMA VOZ E UM PEDAÇO DE PAPEL

LOGO DE INÍCIO ACOMPANHÁVAMOS OS IRMÃOS DO ELO DA CORRENTE


EM NOSSO 3º SARAU


JÁ USÁVAMOS A FORÇA DO TAMBOR



NO 4º NOVAS CARAS APARECERAM


GRITÁVAMOS COM MAIS FORÇA, QUERÍAMOS MAIS...

E OS POETAS COMEÇARAM A CHEGAR


JÁ NÃO ERA MAIS NOVIDADE, COMEÇARAM A APARECER LUGARES PARA RECITAR


MESMO ASSIM A BRASA CONTINUOU A AUMENTAR

TIVEMOS ALGUNS EMPECILHOS, PORÉM NADA DE MAIS
(Casa de Cultura Salvador Ligabue)


FOI ENTÃO QUE O SARAU DA BRASA COMEÇOU A SE TRANSFORMAR

TODOS ERAM BEM VINDOS PARA FALAR, PARA OUVIR, PARA DANÇAR OU SÓ PARA SORRIR


RECITAMOS PARA O COLETIVO FEIRA LIVRE NO FAZENDINHA
(C. E. E. Oswaldo Brandão)

RECEBEMOS NOSSOS ALUNOS


FOMOS ATÉ ELES
(Colégio Renato de Arruda Penteado)

COM O TEMPO DEMOS RITMO ÀS POESIAS

SEMPRE PARA O POVO CANSADO DA MESMICE

E NO FINAL DO ANO DE 2008 FOMOS PREMIADOS!
GANHAMOS O PRÊMIO LITERÁRIO COOPERIFA "APRENDIZ DE SONHADOR"


A INOCÊNCIA CONTINUA A NOS VISITAR

RECEBEMOS OS POETAS DE OUTRAS QUEBRADAS

FOMOS PARA O CENTRO RECITAR (Sarau Rap - Ação Educativa)


FIZEMOS JURAS DE AMOR

VIRAMOS NOTÍCIA

MAS CONTINUAMOS A TRABALHAR, O TAMBOR NÃO PAROU


E OS POEMAS CONTINUARAM A CHEGAR, CANTADOS, BATUCADOS, ENCENADOS ...


TIVEMOS A OPOTUNDADE DE ACOMPANHAR PARCEIROS EM SEUS TRABALHOS
(Sarau com o Literatura Suburbana no Escola Elizabete (Tiro II) )

A CADA SÁBADO VIÁMOS MAIS PESSOAS QUE NÃO CONHECÍAMOS, O QUE SEMPRE NOS ALEGROU MUITO

ESTÁVAMOS NO ELO DA CORRENTE NA NOITE QUE AS MULHERES TOMARAM CONTA

EXPOMOS QUADROS
(Obras da Carolzinha)

ATRAVESSAMOS A CIDADE E FOMOS DE PERTO CONHECER O COLETIVO GRIOOTS
(Itaim Paulista)

FOMOS ONDE NOS CONVIDARAM
(Paróquia Sta. Mônica)

CRIAMOS A BIBLIOTECA, HOJE CHAMADA, "CARLOS DE ASSUMPÇÃO",
EM NOSSO TERREIRO DA PALAVRA FAZEMOS A FESTA

MAS TAMBÉM DISCUTIÁMOS O ANDAMENTO DOS PROJETOS DA QUEBRADA
(Produção Suburbana - C.C.J.)

FIZEMOS PARTE DA VIRADA CULTURAL, COM AS CRIANÇAS SEMPRE MARCANDO PRESENÇA
(Céu Paz)

FOI ENTÃO QUE CHEGOU O GRANDE DIA, O DIA QUE PRECISÁVAMOS DA FORÇA DE TODOS OS GUERREIROS QUE FORTALECIAM O SARAU DA BRASA, E O RESULTADO FOI IMPRESSIONANTE, SARAU LOTADO NA RUA.
NUNCA TEREMOS PALAVRAS PARA AGRADECER A TODOS !

E COMO NÃO PODIA DEIXAR DE SER, CONTINUAMOS A JORNADA, CONHECENDO OUTRAS QUEBRADAS
(Sarau do Binho)


CONTINUAMOS TAMBÉM A LUTA PELOS NOSSOS IDEAIS POR NOSSOS OBJETIVOS E ENTRAMOS NA FUNDAÇÃO CASA
(Marginal Tietê - Próxima a Ponte da Vila Maria)

FOMOS SOMAR NO LANÇAMENTO DO BOLETIM DO KAOS COM ALESSANDRO BUZO

ESTIVEMOS NO 1º E NO 2º SARAU NO MENSAGEIROS


CONHECEMOS O PROJETO CICAS DOS PARCEIROS
JUNINHO 13 E BEBETO
(Vila Sabrina)

FOMOS APRESENTADOS A CRIANÇADA QUE FAZ A FESTA NO ESPAÇO CICAS

E MUDAMOS DE CASA E TODOS VIERAM ACOMPANHAR

RAPIDINHO OS POETAS SE SENTIRAM A VONTADE
EM NOSSO NOVO TERREIRO. É SÓ CHEGAR !

ACOMPANHAMOS O MILAGRE DO NASCIMENTO COM A CHEGADA DA PEQUENA YAKINI

E MAIS UM OBJETIVO FOI ALCANÇADO, ENTRAMOS NA ESCOLA PARA LANÇARMOS NOSSOS LIVROS E DESENVOLVER A 2º PARTE DO PROJETO QUE PROPÕE O COLETIVO, AS OFICINAS
(Escola Jair Toledo de Xavier)

REALIZAMOS UM SARAU PARA ADULTOS E MUITAS CRIANÇAS NO PAULISTANO
(Escola Crispim)

CORREMOS PARA A 3º PARTE DO PROJETO ESPREMEDOR (do irmão Clayton João)
(Casa de Cultura Salvador Ligabue)

APRECIAMOS A EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA "CORES DO TEMPO"
(Fotos de Sonia Regina Bischain)

E QUASE NO FIM DE UM DE ANO REALIZAÇÕES LANÇAMOS NOSSO 1º LIVRO "POEMAS E PROSAS DE UM EU e RUA DE TRÁS"

DE BÁRBARA LOPES e SONIA REGINA BISCHAIN, UMA ÓTIMA OBRA FEITA POR MULHERES, MÃES, COMPANHEIRAS E GUERREIRAS DA PERIFERIA.


MAS NÃO FICAMOS POR AQUI, DIA 4 DE JULHO TEM MAIS, É A GRANDE FESTA DE
1 ANO DO SARAU POESIA NA BRASA, A PARTIR DAS 18H.
O COLETIVO CULTURAL POESIA NA BRASA PREPAROU ALGUMAS APRESENTAÇÕES MUSICAIS, ALÉM É CLARO DO NOSSO SARAU, PORÉM DESSA VEZ RECITARÃO SOMENTE OS POETAS QUE ESTÃO PRESENTES NA ANTOLOGIA.

VEJA A PROGRAMAÇÃO:

QUILOMBAQUE ÀS 18H30
VELHA GUARDA DA ROSA DE OURO ÀS 19H15
RADIOGRAPHIA e QUILOMBRASA ÀS 20H
SARAU POESIA NA BRASA ÀS 21H

ESPERAMOS TODOS PARA O LANÇAMENTO DE NOSSA 2º OBRA FEITA EM PARCERIA COM 47 ESCRITORES, COM APRESENTAÇÕES, COMENTÁRIOS E OBSERVAÇÕES DE QUEM VIVE O SARAU POESIA NA BRASA, PREPARAMOS UM SARAU IMPRESSO, PARA QUE TODOS POSSAM SENTIR O QUE SENTIMOS SÁBADO SIM, SÁBADO NÃO, A CADA LEITURA A CADA POEMA A CADA FOLHEAR DE PÁGINAS.
ABRAÇO A TODOS, MUITO AXÉ, MUITA FORÇA E MUITA PAZ!
NOS VEMOS SÁBADO NO LANÇAMENTO DA:


3 comentários:

Sarau da Ademar disse...

Camila:- Lid´s vamos no Sarau da Brasa?
Lid´s:- Onde fica?

C:- Brasilândia...
L:-Nossaaa no outro extremo. Mas Camila Sarau Poesia na Brasa...Será que esquenta? rs*
C:- Lid´s é 1 movimento muito bom você não vai se arrepender!
Eh não é que a Camila tinha razão. Ontem foi 1 daqueles dias em que volto pra casa mais feliz, trouxe comigo a energia dos tambores, deixe a galera do Sarau da Ademar com (inveja) no bom sentido da palavra.
Parabenizo a todos pelo MOVIMENTO, o mesmo me faz acreditar no próprio levante da periferia, a idéia não é (competir) é realmente somar, e foi o que eu vi na Brasa! Pensa se todos esses movimentos que vem bombando por aih se juntassem? Já pensou?
Fariamos a (r) evolução!

Salve salve galera da Brasa!
Obrigada por isso.

No próximo Sarau faremos 1 bonde da Ademar p/ Brasilêndia, vale a pena atravessar a city.

Saúde guerreiros!
Muita luz.

Lidiane-Lids
Sarau da Ademar

Ps: Tomei a liberdade de linkar o blog de vcs no blog do Sarau da Ademar.

Rui Mascarenhas disse...

Maravilhoso percurso;sou miúda testemunha; meu coração leva essa bagagem em mim. Pelas janelas dos olhos observei o fogo que queimava na brasa iluminando belas paisagens que muito me aqueceram. Me levei por estas ruas, agora estrada de minha vida. Foi muito bom ter com vcs, foi muito bom ter passado por aqui!

Maria Eunice de disse...

Puxa !!!
Ver Sonia Bischain a toda, escrevendo, lendo e fazendo acontecer me deixou emocionada...
Foram tantas lutas...tantas correrias no velho Penteado de guerra...
E ela continua aí...linda, forte e ativa...
Obrigada !!!
A BRASA, O PENTEADÃO AGRADECEM...